Como colocar as finanças em dia?

Profissional liberal, funcionário público ou da iniciativa privada? Ter em mente sua categoria é importante na hora de poupar

Profissional liberal, funcionário público ou trabalhador da iniciativa privada? O primeiro passo para manter as contas no azul é entender em qual categoria profissional cada indivíduo se encontra, explica o especialista em previdência privada Daniel Fuks. Assista abaixo!

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=GlH0Gi-LJsQ%5D

Em vídeo exclusivo para o Instituto Millenium, o economista fala sobre a importância de poupar e analisa o comportamento dos diferentes tipos de profissional. Para ele, quem trabalha por conta própria tende a uma melhor educação financeira, já que depende somente de si para manter as contas equilibradas. Os funcionários públicos, porém, atualmente, precisam se preocupar em ajustar os hábitos de consumo e padrão de vida a uma nova realidade de reformas que reduzirão seus rendimentos. Quanto aos funcionários de empresas privada com fundo de pensão próprio, segundo Fuks, há necessidade de alerta constante: “Funcionários de empresas que possuem fundo de pensão próprio têm a ilusão de que isso garantirá a renda futura deles. Estão errados. O presidente da Abrapp já comentou que, em 17 anos, as reservas técnicas que pagam essas aposentadorias podem acabar e quem estiver contribuindo pode não receber”, alerta.

Consumo X felicidade
Daniel Fuks também pondera sobre a importância do consumo consciente. Hoje em dia, a busca pela felicidade através do dinheiro leva as pessoas a adquirirem bens “levianos”, gerando parcelas que comprometem cada vez mais os rendimentos, explica:

“Todo mundo é igual, queremos dinheiro para ter tranquilidade e felicidade. Errados são os desejos, o que você busca ao ter esse dinheiro. Faça uma lista do que você quer e refaça. Corte a metade. Se fizer duas ou três vezes, acho que será a única forma de encontrar a sua felicidade. Se não, será apenas um consumo e você irá acabar parcelando, se endividando. Fica aqui minha mensagem: não é controlar gastos, é definir as prioridades do que realmente é importante para você consumir.”

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 4,90/mês
  • R$ 14,90 a partir do segundo mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 129,90/ano
  • R$ 129,90 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 10,83 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também