As tecnologias que serão tendência nas empresas

Com a crise sanitária, houve a necessidade de repensar e reinventar negócios, o que resultou em produtos mais satisfatórios e completos para os consumidores

Ao observar o desenvolvimento da sociedade, vemos que ela passa por momentos muito distintos ao longo da história. No aspecto econômico, como diz a teoria das ondas de Kondratiev, as análises mostram que a economia transita por ciclos de ascensão e declínio, e que sempre após o momento de descida, há um momento de revolução que leva à evolução e melhora do sistema. Esse progresso costuma ser permeado por avanços tecnológicos, que têm crescido de forma exponencial nos últimos tempos.

A situação que vivemos agora com a pandemia de covid-19 é um bom exemplo que permite observar essa hipótese na prática: com a chegada da crise sanitária, houve a necessidade de repensar e reinventar negócios, o que resultou na busca e oferecimento de produtos mais satisfatórios e completos para os consumidores.

Mas, para garantir que essa entrega seja feita de forma rápida e eficiente, prezando não apenas a entrega de melhores soluções para os usuários e clientes, como também o sucesso e desenvolvimento das empresas, é preciso adotar estratégias de transformação digital. E, ainda que tenha se falado muito sobre ela ultimamente, nem todos compreendem que existe uma grande diferença entre apenas comprar ferramentas e adotar a digitalização dos processos, e de fato mudar a mentalidade e cultura organizacional da companhia.

As instituições que não estiverem preparadas para verdadeiramente aplicar a TD, engajando a equipe e vestindo a camisa da transformação, terão muita dificuldade de se manter no futuro – algumas delas já estão enfrentando períodos turbulentos por não terem adotado métodos mais tecnológicos anteriormente.

Mas, com isso em mente, a pergunta que todos querem a resposta é: quais são as tendências para o futuro? Em quais tecnologias devemos apostar? Foi pensando nisso e em tirar um retrato de como a transformação digital é aplicada internamente que a Sambatech rodou uma pesquisa e conseguiu destacar um padrão sobre o que será investido num horizonte próximo no país.

Dentre os mais de 100 entrevistados, que ocupam cargos de liderança ou diretoria em pequenas, médias e grandes empresas brasileiras, 62% apontaram que a principal tecnologia disponível no mercado que auxilia a executar uma TD efetiva é o investimento em analytics. Grande parte dos gestores já entendeu que as melhores decisões são tomadas com base em dados, e isso garante uma enorme vantagem competitiva das companhias do futuro.

Outra tendência que está no topo das prioridades dos líderes é a computação em nuvem, que já está no radar de 46% dos respondentes. Os benefícios trazidos por ela são sua velocidade de implementação e maior escalabilidade, que permitem com que os negócios tenham mais agilidade para inovar.

A arquitetura de sistemas, indicada por 40%, também tem sido uma aliada importante dos processos de digitalização. A partir do momento que as companhias têm o core tecnológico otimizado, elas passam a ter mais liberdade e rapidez na execução de inovações e, assim, conseguem casar a necessidade de negócio com a viabilidade técnica.

Para 38% dos entrevistados, o uso de inteligência artificial será um divisor de águas, garantindo que os sistemas funcionem da melhor forma possível, resultando em benefícios como o aperfeiçoamento da estrutura de segurança interna, das interfaces de interação com o consumidor, além da modernização de metodologias.

Podemos perceber que os líderes estão, em sua maioria, buscando alternativas tecnológicas e acompanhando de perto a evolução do mercado para entregar a transformação que a instituição demanda. O desafio a partir desse ponto é saber não só o modo mais adequado de utilizá-las, mas o momento ideal para que elas possam ter timing e valor.

Entre as organizações que já estão iniciando suas estratégias de transformação digital há um elemento em comum de extrema significância: todas se preocupam com o sucesso do negócio e almejam crescer. Se continuarem nessa trajetória de digitalização consciente e bem planejada, tenho certeza de que os efeitos serão cada vez mais otimistas e vantajosos, conquistando um número grande de clientes satisfeitos pelo caminho.

*Gustavo Caetano é CEO da Sambatech e Samba Digital

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Veja também