Future of Money
Acompanhe:

Cristiano Ronaldo ganha prêmio em blockchain por artilharia da Eurocopa

Uefa distribui primeiro prêmio digital da história da competição europeia; NFT é registrado no blockchain AntChain com informações e replay dos gols

 (AliPay/Divulgação)

(AliPay/Divulgação)

G
Gabriel Rubinsteinn

12 de julho de 2021, 15h15

Artilheiro da Eurocopa, que terminou no último domingo com a Itália campeã, o craque Cristiano Ronaldo se tornou o primeiro jogador da história da competição a receber uma premiação baseada em blockchain pelo feito além do tradicional trofeu físico.

Patrocinada pela AliPay, a premiação inclui um token não-fungível, ou NFT, baseado no blockchain AntChain, desenvolvido e utilizado pela empresa chinesa. No troféu físico também foi incluído um código hash com o endereço do token, que registra em blockchain, de forma permanente e imutável, as informações da premiação e os lances dos gols.

Também ganharam trofeus - e NFTs - o vice-artilheiro da competição, Patrik Schick, da República Tcheca, e o terceiro maior artilheiro, o francês Karim Benzema.

“Tal como utilizamos a tecnologia blockchain para preservar permanentemente os momentos de gols maravilhosos de artilheiros como ele, também continuaremos a trabalhar com a Uefa para explorar soluções digitais inovadoras que melhoram a experiência dos fãs de futebol", disse Eric Jing, presidente e CEO do Ant Group, que apresentou os troféus de artilheiro por vídeo logo depois da final da competição, que acabou com o triunfo da Itália sobre a Inglaterra, em comunicado.

Apesar de não usar especificamente o termo NFT, o comunicado da AntChain deixa claro que tratam-se de tokens únicos e exclusivos, que serão armazenados pela Uefa e, segundo Jing, "servirão como uma lembrança duradoura, incentivando os torcedores a espalhar o espírito de equipe e a felicidade que são parte integrante deste amado esporte".

A AntChain e a Uefa anunciaram, em junho, um acordo de cinco anos para explorar o uso da tecnologia blockchain e acelerar a transformação digital na indústria do futebol e melhorar a experiência dos torcedores ao redor do mundo. O NFT dos artilheiros é o primeiro fruto dessa parceria.

Apesar de Cristiano Ronaldo e Patrik Schick terem empatado em número de gols marcados ao longo da competição, com cinco gols cada, o português levou o troféu de artilheiro por ter atuado menos tempo do que o tcheco - 360 minutos para o primeiro e 404 minutos para o segundo.