Acompanhe:

Seca histórica: governo envia comitiva ao RS para distribuir recursos emergenciais

O Rio Grande do Sul tem 317 municípios em situação de emergência, segundo dados mais recentes da Defesa Civil do estado

Modo escuro

Seca: governo federal liberou R$ 430 milhões para ações emergenciais. (Tuul & Bruno Morandi/Getty Images)

Seca: governo federal liberou R$ 430 milhões para ações emergenciais. (Tuul & Bruno Morandi/Getty Images)

D
Da redação, com agências

Publicado em 23 de fevereiro de 2023, 06h19.

Uma comitiva do governo federal desembarca no Rio Grande do Sul nesta quinta-feira, 23, para anunciar medidas emergenciais em socorro às famílias atingidas pela estiagem histórica que afeta o estado. O anúncio será feito durante visita a Hulha Negra, município localizado em uma das regiões mais castigadas pela estiagem.

Compõem o grupo interministerial, os ministros do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar, Paulo Teixeira; do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome, Wellington Dias; e da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República, Paulo Pimenta, além do presidente da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), Edegar Pretto, e do secretário-executivo do Ministério da Agricultura e Pecuária, Irajá Lacerda.

Na quarta-feira, 22, o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, autorizou o repasse de R$ 430 milhões para ações emergenciais. Os recursos serão destinados às área da agricultura, desenvolvimento social e defesa civil. 

Rio Grande do Sul tem 317 municípios em situação de emergência, segundo dados mais recentes da Defesa Civil do estado. O número vem crescendo ante as 307 cidades que haviam decretado situação de emergência na última sexta-feira, 17. Do total, 220 tiveram a situação de emergência homologada pelo governo do estado e 191 foram reconhecidas pela União.

O reconhecimento da situação pelo estado permite aos municípios receberem ajuda humanitária, enquanto que com a chancela da União as prefeituras podem receber recursos para enfrentar a seca. O reconhecimento estadual da situação de emergência possibilita também que os produtores rurais acionem o Programa de Garantia da Atividade Agropecuária (Proagro).

Na safra passada, ciclo 2021/22, 426 municípios gaúchos decretaram situação de emergência, enquanto 417 obtiveram reconhecimento da situação de emergência pela União.

(Com Estadão Conteúdo)

Créditos

Da redação, com agências

Da redação, com agências

Redação ExameSomos o principal veículo para desenvolvimento pessoal, profissional e empresarial no país. A marca Exame inclui o site, a revista, o aplicativo para smartphones, cursos, eventos e um serviço de análises financeiras.