Rei do ovo fatura R$ 1,5 bi por ano e produz 3,5 bilhões de unidades; veja vídeo

Granja Faria cresce com aquisições e exportação para dez países; consumo de ovos cresce no país e deve atingir 262 unidades per capita este ano
Denilson Dorigoni, da Granja Faria: faturamento de R$ 1,5 bilhão (Eduardo Frazão/Exame)
Denilson Dorigoni, da Granja Faria: faturamento de R$ 1,5 bilhão (Eduardo Frazão/Exame)
Carla Aranha
Carla AranhaPublicado em 07/10/2022 às 08:00.

Fundada em 2006, a Granja Faria se tornou uma das maiores empresas avícolas do país. Hoje, a marca produz mais de 3,5 bilhões de ovos por ano e fatura 1,5 bilhão de reais. São 21 granjas em estados como o Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Minas Gerais, Goiás e Mato Grosso -- parte da produção é exportada para dez países. “Com o segmento em expansão, devemos crescer ainda mais nos próximos anos”, diz Denilson Dorigoni, presidente da Granja Faria. A produção de ovos é tema da série de vídeo EXAME Agro. Assista aqui:

Inicialmente, a empresa fornecia pintinhos para grandes frigoríficos, como a BRF. Mas só foi quando entrou no mercado de ovos comerciais, em 2017, que o negócio começou a deslanchar "Trata-se de um setor com grande potencial de crescimento", diz Dorigoni.

O agronegócio está passando por uma revolução e busca profissionais qualificados para ganhar salários de 5 dígitos. Clique aqui e saiba mais

Este ano, a perspectiva é que cada brasileiro consuma 262 ovos, quase 2% a mais do que em 2021. Em dez anos, o consumo aumentou 61%, segundo Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA). A expectativa é que em 2022 o setor deverá bater um recorde de produção, com a comercialização de mais de 54,5 bilhões de unidades, uma alta de 3% em relação a 2021.

Por trás desse aumento, está a substituição da carne por alternativas mais em conta e mudanças de hábitos de consumo. “Mais gente, no Brasil e no exterior, têm procurado fontes de proteína que não prejudicam o meio ambiente e os ovos se encaixam nessa busca”, diz Dorigoni.

Este ano, o objetivo é reforçar o crescimento em regiões como o Centro-Oeste e Nordeste. Em 2021, a empresa adquiriu uma granja para aumentar a oferta de ovos em Goiás e no Distrito Federal, além de três fábricas de fertilizantes em Minas Gerais, Paraná e Tocantins. Outro movimento importante foi o lançamento da Eggy, rede de fast food que tem o ovo com a estrela do cardápio. Por enquanto são duas lojas, uma em São Paulo e outra em Nepomuceno, em Minas Gerais, próximo a uma das principais granjas da empresa.

Veja também: