EXAME Agro

Apoio:

Logo TIM__313x500

Integração entre Agricultura e MDA será cada vez mais fortalecida, afirma Fávaro

Ministro voltou a defender que qualquer política agrícola precisa de uma empresa de apoio à comercialização

Fávaro: ministro esteve em sessão especial solene de homenagem aos 33 anos da Conab, no Senado (Wilson Dias/Agência Brasil)

Fávaro: ministro esteve em sessão especial solene de homenagem aos 33 anos da Conab, no Senado (Wilson Dias/Agência Brasil)

Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo

Agência de notícias

Publicado em 4 de setembro de 2023 às 18h32.

Última atualização em 4 de setembro de 2023 às 18h36.

Após oito meses da gestão compartilhada da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) entre os Ministério da Agricultura e do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar, modelo adotado pela primeira vez no País, o ministro da Agricultura, Carlos Fávaro, afirmou que esse formato será fortalecido.

"A integração entre Agricultura e MDA para fortalecimento da Conab será cada vez mais fortalecida. A Conab cumpre grande papel neste País, de garantia de estabilidade econômica e alimentar", disse Fávaro, em sessão especial solene de homenagem aos 33 anos da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) no Senado.

Receba as notícias mais relevantes do Brasil e do mundo em primeira mão. Inscreva-se no Telegram da Exame

O ministro citou que, no ano passado, em virtude da ausência da atuação da empresa com estoques regulares e com medidas de apoio à comercialização e da terceira seca seguida, produtores gaúchos enfrentaram escassez de milho para alimentação animal.

Apoio ao setor

O ministro voltou a defender que não existe política agrícola sem uma empresa de apoio à comercialização. Fávaro criticou a gestão da Conab pelo governo passado que, segundo ele, tinha a percepção de que o mercado se regulava sozinho. "É papel do Estado estar ao lado dos que mais precisam, seja na ponta da produção, seja no consumo. Uma empresa que visa dar equilíbrio (ao mercado), não deixar ter falta de suprimentos, controlar a inflação, fazer logística e prever a safra com seus relatórios inquestionáveis", afirmou Fávaro.

A secretária executiva do Ministério do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar, Fernanda Machiavelli, afirmou que o governo está trabalhando na construção de uma política nacional de abastecimento alimentar com a integração da Secretaria de Abastecimento e Soberania Alimentar do MDA, com os entrepostos de armazenamento (Ceagesp de São Paulo e Ceasa Minas Gerais) e com a Conab.

"Com essas três forças, seremos capazes de construir uma política nacional de abastecimento alimentar. A política agrícola continua tendo um compartilhamento e trabalhando também na garantia de preços mínimos. Temos um grande arranjo e uma grande oportunidade de construir um plano de abastecimento alimentar e superar a fome", defendeu Machiavelli.

Acompanhe tudo sobre:Carlos FávaroAgriculturaMinistério da Agricultura e Pecuária

Mais de EXAME Agro

Doença de Newcastle é confirmada em granja no Rio Grande do Sul, diz Mapa

Chocolate mais caro? Queda na oferta de cacau prejudica primeiro semestre do setor

Safra brasileira de soja deve atingir 153,2 milhões de toneladas neste ano, estima Abiove

Carne de porco: preços devem ter altas pontuais no segundo semestre

Mais na Exame