Petrobras adia a divulgação do plano de investimentos

Grande número de projetos atrasou a publicação do programa que é aguardado há duas semanas pelo mercado financeiro

Rio - Depois de uma corrida contra o tempo para tentar acertar os ponteiros entre suas áreas técnicas e fazer os ajustes necessários, a Petrobras desistiu de anunciar seu Plano de Negócios para o período de 2011-2015 na noite de ontem. Foi a segunda semana consecutiva que a estatal frustrou a expectativa do mercado pelos seus números para os próximos cinco anos.

Na semana passada, o conselho de administração havia recomendado uma série de análises dos projetos e também a redução dos investimentos para manter a média anual no mesmo patamar do plano anterior, de US$ 44,8 bilhões por ano, ou US$ 224 bilhões entre 2010-2014.

De posse dos principais ajustes feitos pelas áreas técnicas, a pedido do conselho de administração, a diretoria da estatal se debruçou nos últimos dois dias sobre o plano, para tentar divulgá-lo antes da viagem do presidente da empresa, José Sérgio Gabrielli, ao exterior na próxima semana. Mas o grande número de projetos adiou a divulgação do programa, agora por tempo indeterminado.

Gabrielli estará em Paris na segunda-feira, e segue para evento na Noruega na quarta-feira. Para a próxima sexta-feira, está previsto o lançamento da plataforma P-56 no estaleiro Brasfels, em Angra dos Reis, com a presença da presidente Dilma Rousseff. Mas não está ainda descartada nova análise do plano na reunião semanal de diretoria na quinta-feira.

Na última quinta, a tradicional reunião da diretoria se estendeu até a madrugada e frustrou a expectativa inicial de aprovar o plano ainda no mesmo dia ou, no máximo, deixá-lo encaminhado para uma possível reunião do conselho via teleconferência ontem. Segundo a Agência Estado apurou, para cumprir a meta de redução de gastos não foram cortados projetos, mas o cronograma de alguns foram alterados. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 3,90/mês
  • R$ 9,90 após o terceiro mês.

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

exame digital anual

R$ 99,00/ano
  • R$ 99,00 à vista ou em até 12 vezes. (R$ 8,25 ao mês)

  • Acesse quando e onde quiser.

  • Acesso ilimitado ao EXAME Invest, macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo e tecnologia.
Assine

Já é assinante? Entre aqui.